07 fevereiro 2019

Com 80% dos votos válidos, Chapa 1 é eleita para a Direção Colegiada e Conselho Fiscal do Sintsef

Formada em sua maioria por integrantes que faziam parte da gestão anterior, a Chapa vencedora consolida a aprovação do mandato de 2016/2019 com a base dos filiados e filiadas

Texto e fotos de Camila Garcia, para Sintsef Ceará

Começou às 17h de ontem (06/02) e se estendeu até às 2h da madrugada de hoje (07/02), a apuração das Eleições 2019 do Sintsef Ceará. Enquanto a Comissão Eleitoral e os fiscais trabalhavam na apuração, filiados e filiadas assistiam tudo no estacionamento do Sindicato. Encerrada a contagem de todas as urnas, ficou consolidada a vitória da Chapa 1 – Unidade em Defesa dos Direitos e das Conquistas para a Direção Colegiada e Conselho Fiscal do Sintsef, mandato 2019/20. A campeã obteve 80 % (2625) dos votos válidos, contra 15% (510) da Chapa 2 – Mobilização, Compromisso e Luta (Movluta). Brancos e nulos somaram quase 5% (142).

Nas Delegacias Sindicais, apenas a região do Cariri contava com duas Chapas na disputa, a vitória ficou por conta da situação, representada pela Chapa 1, que obteve 202 votos, contra a de oposição, Chapa 2 que obteve 153. Nas demais regiões, os eleitores referendaram a escolha das chapas únicas com os seguintes quantitativos de votos: Centro Sul, 211/ Inhamuns, 170/ Baturité, 40/ Norte, 336/ Sertão Central, 173/ Três Climas, 161/ Vale do Jaguaribe, 267.


O processo eleitoral teve seu início ainda em outubro de 2018, em Assembléia durante o 12º Congresso do Sintsef, quando foi eleita a Comissão Eleitoral que conduziu todo o pleito. Na ocasião, também foi divulgado o calendário, com as datas da Convenção Cutista, das inscrições de chapas, da votação e posse. Na opinião de Bonavides de Sousa, membro da Comissão, tudo aconteceu dentro da normalidade. “Algumas correrias fazem parte, pois lidamos com todo o Ceará e além da votação geral, as específicas de cada delegacia sindical. Mas as intercorrências foram prontamente atendidas e os dias de votação ocorreram dentro da normalidade democrática,” Avaliou Bonavides.

Às 13 horas de ontem (06/02), todas as urnas já se encontravam em Fortaleza. No turno da tarde, a Comissão realizou uma reunião com os representantes das chapas para dirimir todas as dúvidas sobre a apuração. Sérgio Ronaldo, secretário-geral da Condsef, e Wil Pereira, presidente da CUT Ceará, participaram das eleições nos dias de votação e durante a apuração como observadores, atestando a transparência do processo.

A apuração começou no final da tarde e se estendeu pela madrugada. Nem a forte chuva, que impediu o funcionamento do telão no estacionamento do sindicato, desanimou os filiados e filiadas que acompanhavam tudo na sede do Sintsef. Aproximadamente às 12h30, com todas as urnas de Fortaleza e da Região Metropolitana apuradas, ficou clara a vitória da chapa de situação “Unidade em defesa dos Direitos e das Conquistas”. Luciano Filgueiras, um dos candidatos a coordenador geral na Chapa 2, parabenizou os integrantes da Chapa 1 e a apuração seguiu com as urnas do interior.

A expectativa também estava concentrada em quem ganharia a coordenação da Delegacia Sindical do Cariri (DSC). Com uma diferença de 49 votos, ficou constatada a vitória da Chapa 1. A contagem de todas as urnas se encerrou aproximadamente às 2 horas da manhã de hoje (07/02). Agora a Comissão vai consolidar relatórios e atas para que sejam registradas em cartório. A posse da nova Diretoria e Coordenações está marcada o dia 13 de março.

Para Luís Carlos Macedo, coordenador geral eleito, a vitória se deve ao trabalho que vem sendo feito, pois a categoria dos servidores públicos atribuiu credibilidade ao mandato de 2016/2019, no qual foi coordenador jurídico. Entretanto, avaliou que existem muitos desafios pela frente. “Passada a eleição não existe mais Chapa 1 e Chapa 2, somos todos servidores e o momento político pede unidade entre a categoria. temos um Governo de direita e um Congresso ultraconservador e nossa primeira batalha será combater a Reforma da Previdência, além de construir a Campanha Salarial 2019, que já tem uma plenária marcada dia 17 de fevereiro pelo Fonasefe em Brasília,” destacou Luiz Carlos.

Unidade também marcou a fala de Roberto Luque, reeleito coordenador geral, agora dividindo a função com Macedo. “Agradecemos todos os servidores, independente de quem votaram pela participação. As eleições do Sintsef ocorreram no período de férias e mesmo assim 40% dos filiados compareceram às urnas. Nossa vitória mostra o reconhecimento de um trabalho que possui muita luta em sua história e conquistas concretas. Entretanto com autocrítica, sabemos que há muito para aperfeiçoar e precisamos de todos e todas para seguir na luta pela garantia das conquistas e dos direitos dos servidores públicos federais,” declarou, Luque.

Baixe os relatórios sobre a votação nos links a seguir:

APURAÇÃO_POR_URNA_POR REGIAO

RESUMO_APURAÇÃO_ELEIÇÕES_2019

 

Comentários Comentar